Sistema Creep Feeding para Bovinos

A pecuária de corte é um dos principais destaques do agronegócio brasileiro, sendo responsável pelo abastecimento de carne do mercado interno e exportações de produtos primários e derivados. No entanto, no que compete a eficiência produtiva da bovinocultura brasileira, observa-se menor eficiência em relação aos índices produtivos da pecuária americana, que conta com menor número de animais. Os baixos índices de produtividade estão relacionados principalmente a fatores nutricionais, sanitários, genéticos e demais fatores relacionados ao sistema produtivo.

A fase de crescimento do bezerro até a desmama deve ser muito bem explorada, visto que, neste período, o bezerro apresenta mais alta taxa de ganho de peso, alcançando, em sete meses, até 60% do peso final de abate. Dessa forma, o uso de técnicas que permitam aos bezerros o máximo ganho de peso na fase de lactentes é importante para encurtar o tempo necessário da recria ao abate e tornar o sistema mais rentável.

Nos primeiros meses de vida o bezerro obtém grande parte dos nutrientes de que precisa apenas com a ingestão do leite materno, que é de fácil digestão. A necessidade total de energia do animal é suprida pelo leite nos primeiros dois e/ou três meses de vida, dependendo da raça materna, e a oferta desse alimento tende a se reduzir ao longo do tempo. Adicionalmente, a suplementação alimentar dos bezerros os torna ruminantes mais cedo, reduzindo o estresse da desmama. Ao intensificar o sistema de produção, o maior peso a desmama torna-se fundamental, tanto para os pecuaristas de cria como para quem faz a recria e o confinamento. A suplementação exclusiva para a categoria proporciona bezerros mais pesados a desmama.

O creep feeding é definido como a administração de concentrado suplementar aos bezerros na fase pré-desmama e é utilizado para poupar as reservas da matriz e obter bezerros mais robustos. O creep feeding é feito estrategicamente nos pastos ou divisões desses com uma pequena área cercada, que permite somente a entrada dos bezerros lactentes, onde são colocados os cochos que devem ser preferencialmente cobertos. A prática permite aumento no ganho de peso pré-desmame obtendo excelente desempenho, pois nesse período ocorre o máximo crescimento muscular do animal. O acesso dos bezerros a suplementos antes da desmama permitem que os animais se habituem a consumir mais grãos e são menos dependentes do leite da vaca. Bezerros que são expostos ao creep feeding sofrem menos estresse na desmama, se adaptam mais facilmente a programas de confinamento, recuperam peso mais rapidamente após estresse e são menos susceptíveis a problemas de saúde, além de obter uma boa desenvoltura do animal atingindo o grau de terminação desejável, com um número de dias menor.

A nutrição dos bezerros deve ser realizada associando-se diferentes fontes energéticas na formulação dos suplementos, sejam eles concentrados, volumosos ou grãos. Este último, de preferência, deve ser pouco processado (moído grosseiramente) para reduzir a possibilidade de ocorrência de acidose e permitir o estabelecimento de bactérias celulolíticas e protozoários no rúmen em desenvolvimento. Os grãos, em geral, são excelentes fontes de energia para rações. Em alguns países, como os EUA, a aveia é um grão muito utilizado em rações devido ao volume e concentração relativa de energia em relação a outros grãos. Para o Brasil, o milho é uma boa alternativa, assim como o trigo e soja, sendo fornecidos moídos ou triturados. Outras fontes interessantes são os alimentos mais volumosos, como polpa cítrica e feno de alfafa moído ou peletizado, que podem reduzir problemas digestivos, entretanto, o custo é elevado.

No sistema de creep feeding deve-se fornecer diariamente de 0,5 a 1,0% do peso vivo do bezerro em concentrado, podendo variar de 0,6 a 1,2 kg de concentrado/animal/dia de acordo com o consumo do animal. Em geral, os suplementos apresentam na sua composição 75 a 80% de Nutrientes Digestíveis Totais (NDT) e de 18 a 20% de proteína bruta.

Com intuito de evitar problemas digestivos relacionados ao alto consumo do concentrado, é indicado a adição de 7 a 10% de sal branco (NaCl) como elemento limitador de consumo. Para tal, utiliza-se composição semelhante a 78% de milho, 20% de farelo de soja, 2% de calcário calcítico e 1% de mistura mineral, lembrando que outras formulações podem ser utilizadas. A recomendação da composição e dos teores de nutrientes do concentrado pode variar em função da taxa de ganho de peso, da quantidade de leite produzida pelas mães e, principalmente, da quantidade de forragem disponível e da qualidade da forragem.

A estrutura do creep feeding deve ser instalada de forma a permitir a entrada exclusiva dos bezerros aos cochos de suplementação, podendo ser construído de metal ou postes de madeira, tendo espaços de dois metros entre si e com seis ou oito fios de arame liso galvanizado e esticado com catracas na parte inferior, evitando que as matrizes passem por baixo dos fios. Outro método de construção do obstáculo é a utilização de tábuas instaladas 10 centímetros mais baixa que a parte inferior do peito da menor vaca adulta.

Feita a ambientação dos bezerros no creep feeding, é interessante fazer uso de um limitador de consumo, o qual deve permitir que os animais tenham de 6-10 cm de cocho para cada. O cocho dos bezerros, ou creep, deve ser construído ou deixado, no caso das estruturas móveis, em locais próximos aos cochos de sal, água e sombra, ou seja, áreas de descanso, pois os bezerros não se distanciarão de suas mães para consumirem suplementos por mais palatáveis que sejam.

O dimensionamento do creep deve ser efetuado de acordo com o número de bezerros, respeitando a área de 1,5 m2 por animal, distando ao menos 2 metros da cerca, permitindo assim a melhor circulação dos animais, além de ter acessos à entrada de bezerros, em geral com 0,40 metro de largura x 1,20 metros de altura, com esteios fincados bem firmes, para não machucar o animal.
Cadastre-se aqui e receba em nossos artigos, notícias, informações sobre cursos, treinamentos e especializações!
Insira abaixo seu melhor e-mail...